Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sara in Wonderland

Sab | 07.06.14

Cadernos, cadernos meus. Em qual deles mais escrevi eu!

Hoje andei a fazer uma limpeza às minhas gavetas. Meu Deus! Tanta tralha que quase parecia uma avalanche!!! Mas, no meio de tanta tralha encontramos sempre alguns tesouros - « E que tesouro encontras-te desta vez?" - pois, encontrei mesmo a minha "colecção de cadernos" com apontamentos, desenhos, flores secas e tudo mais. São aquelas pequenas coisas que quando voltamos abrir ou nos dá vontade de rir, de chorar (com o excesso de estupidez ou de erros que na altura dava) ou simplesmente fico com cara de parva a olhar para eles. Mas não deixam de ser recordações que irei sempre gostar de recordar e que um dia mais tarde, mais piada irei achar. Ainda tenho mais uns quantos guardados, mas ainda não fui às caixas... ficamos pelas gavetas.

 

 

O primeiro, este mesmo é realmente o primeiro. O meu diário de quando tinha 12 anos, o diário onde escrevi « (...) vou-te guardar para sempre para um dia mais tarde mostrar aos meus filhos.» parece que é isso que vai acontecer, guardar este diário sempre onde ri-me tanto ao voltar a ler e "chorei" tanto com aqueles erros de escrita que deram cabo de mim (admito que ri também bastante com os mesmos erros. 

O segundo, ou melhor, os segundos. São cinco cadernos onde escrevi o meu primeiro livro, não é um livro de mostrar ao mundo, não é um livro que quero publicar mas escrevi-o quando tinha 15 anos. O nome é " Yuki Love's Travel" e ainda me lembro que a "luta" para encontrar um nome para esta história foi com uma amiga minha. Conta a história de uma jovem que viaja através de um livro para um mundo de fantasia, lá apaixona-se, encontra a amizade e viaja conhecendo cidades fantásticas. 

O terceiro, bem... este posso dizer que foi o meu primeiro livro infantil que escrevi. É baseado no " Flautista de Hamelin" e chama-se "Cosmo", um menino pobre que era gozado por todos que vivia numa cidade futurista. Um dia ele salva a cidade de uma infestação de ratos e torna-se um herói. Este livro foi feito com feltro, todo à mão e com todas as técnicas que tinha aprendido num curso. Criei-o quando tinha 17 anos!

 

O quarto. Acho que este talvez tenha sido o meu livro mais a sério! Escrevi tanto, pode parecer só um caderno mas entretanto acabei de escrever no computador. O titulo é "Perfeita Harmonia" e conta a história de um elfo e de uma driade, como sempre a fantasia e o mundo dos sonhos está sempre lá. Neste livro podemos contar com o Deus Pã, o deus das ninfas e da natureza, como vilão. O tal livro que gostaria de o publicar, mas ainda tenho que o rever e corrigir algumas coisas. 
O quinto. Estes dois pequenos cadernos são para os apontamentos, pequenas coisas que me vem à cabeça, ideias para os livros e entre outras coisas que gosto de escrever para não me escrever. Reparei que tenho muitas informações sobre elfos, driades (se não conhecem podem ler o que é uma driade aqui), deuses e anjos caídos. Os três primeiros era para a "Perfeita Harmonia" e anjo caído... ideias que tive, ideias que quero um dia realizar mas acho que ainda vou para outra de fadas.
O sexta e último, ainda não tem nada escreto. É novo e estou apaixonada por ele, é tão giro (comprei-o na semana passada!). O lápis está ali, pronto para ser utilizado.
E vocês quantos cadernos, livros escritos por vocês e diários já tem? 

 

 

11 comentários

Comentar post