Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sara in Wonderland

07
Fev15

Élfico - Aqui vivem as fadas.

♥ Sara

 °★ ☽ ☼ ☾ ★ °  | via Tumblr

 

"  Numa noite, caminhava sozinha num bosque de um reino distante. Estava realmente escuro e o bosque parecia assustador. Na verdade, era um bosque encantado e lá vivia todo o género de seres mágicos.

De longe, comecei a ouvir uma doce melodia que hipnotizava a cada nota que deitava. Era estranha, mas fantástica e com ela estava a perder o medo de caminhar no longo caminho que nunca mais chegava ao fim. Num piscar de olhos, vejo uma pequena luz cintilante que era tão viciante e bela, que não conseguia tirar-lhe os olhos de cima dela.

Quis segui-la, mas não conseguia realmente aproximar-me. Cada vez que o tentava fazer, a luz avançava cada vez mais como se quisesse que a seguisse. Não resistia, na verdade o meu corpo sentia-se preso aquela luz e mexia-se sozinho. Sentia-me estranha, porque movia-me involuntariamente. Paro. A luz tinha desaparecido e senti uma sensação de liberdade inexplicável, seria boa aquela luz? Ou no meio de tanta luz e tanta beleza, também teria um pouco de escuridão?

 

  Quando estava prestes a voltar para casa que ficava numa aldeia próxima do bosque, começo a ouvir novamente a música. Música esta que tinha acabado no momento que a luz tinha desaparecido. Mas ela tinha voltado. Sentia uma fragrância única a Primavera no meio do Inverno intenso que se vivia no momento. Nessa pequena luz, começo a ver uma pequena forma humana com umas asas - era uma fada. Aquele pequeno ponto de luz era uma fada que estava a fazer sinal com as suas delicadas mãos pediu para aproximar-me. Quando estava frente a frente com a pequena fada, com a sua doce, delicada e fina voz indica-me um caminho:

 

- Vem, mais ao longe irás encontrar uma clareira. Nessa terás um banquete fabuloso! Mas para conseguires ver, terás que fechar os olhos, abrir a mente e acreditar... acreditar nas fadas selvagens. Com isso, o véu transparente que protege todos os seres mágicos irá levantar e fadas selvagens tu irás encontrar. Vem dançar, brincar neste circulo mágico que vais encontrar, mas cuidado! Tu não vais querer mais sair e lá vais ficar.

 

  Fiquei com medo do que viria daí, ficaria presa se quisesse ver todo o esplendor que tinham as fadas? Mas aquela pequena fada não tinha ficado por ali:

 

- Uma vez que entrares ficarás em transe e todo o mundo que agora conheces, poderá envelhecer numa só noite.

 

Num fechar de olhos, já estava na clareira e toda a minha memória passada tinha desaparecido. Estaria em transe? Via um circulo de cogumelos vermelhos e brancos e uma miríade de fadas cintilantes a cercarem-me.

Com umas leves e belas asas as fadas voaram e eu sentia uma alegria desconhecida quando ouvia uma música sublime a tocar. As fadas dançaram e eu dancei. Toda aquela alegria consumia-me e estava a tornar-me em mais uma delas.

 

Aqueles seres deixaram os seus rastos de luz para os seres humanos apanhar, até o mais bravo homem ficava com medo e não conseguia resistir.

Seriam aquelas fadas um veneno que nos mataria? Ou seria elas o néctar delicioso? Sim, só quem entrasse no circulo iria descobrir se estes seres seriam inimigos ou não.

Quando caminhares num bosque à noite se ouvires uma música estranha mas apaixonante e a lua estiver cheia e brilhante, se acreditares irás os véus finos e irás voltar-me a encontrar. Até lá, ficarei aqui a dançar no banquete das fadas."

 

Com o Élfico vos deixo, porque na verdade aqui vivem as fadas. Não se preocupem, eu não abandonei o blog mas é que na verdade tenho andado com tanto trabalho que não tenho conseguido fazer mais nada, até porque até trabalhos de casa trago! Calma, amanhã estou cá.

 

assinatura.png

 

26
Nov14

Élfico - Amor Efémero

♥ Sara

Elfos, fadas, gnomos, sereias e outros seres do mundo fantástico aqui vão entrar. Preparem-se que o Élfico acabou de chegar. Histórias do bosque encantado eu quero vos contar, vem daí, elas vão começar...

capitulo 1.jpg

 Os elfos são seres da noite, seres que vagueiam pelo crepúsculo e seres guerreiros. Apaixonados, talvez, mas pela natureza que os rodeia. Seres da floresta, donos de uma beleza extrema, uma perfeição criada pela divindade!

Seres originários da terra e amantes da água. Maldosos, solitários, belos, com um rosto pálido e sem qualquer imperfeição, o porte digno de uma perfeição escultural, juntamente com as suas longas pernas. Seres maldosos, talvez, mas existia um que era uma excepção. Apaixonado pela vida, pelo mundo, pela natureza. Apaixonado, sem dúvida que seria a palavra ideal para o descrever. Renegado pelo seu povo por causa da sua extrema bondade, um verdadeiro poeta que via o mundo que o rodeia de uma forma diferente de qualquer outro elfo. Os seus longos cabelos loiros e perfeitamente lisos e olhos de um azul profundo. Elros Arcamenel, o príncipe dos Elfos.

 

As ninfas eram uns seres doces e também amantes da natureza, ao contrário dos elfos eram apaixonantes, sociáveis e seres do amanhecer. Fiéis a um só deus - Pã - aquele que era o deus das ninfas.

 

Durante a guerra, Elros apaixonou-se por Amarie Ar-feinel, uma ninfa do bosque do sul. Ela era bela, com umas linhas de rosto mais que perfeitas, cabelo enorme e castanho como o tronco do carvalho. Amarie, tal como todas as outras ninfas, era apaixonante com o seu lado doce, igualmente poético e esplêndido. Era impossível ninguém se apaixonar pela sua enorme e frágil beleza. Mas aquele amor era impossível. Mesmo com a guerra entre todos os seres feéricos finalizada, a guerra entre elfos e ninfas continuava a dividir os bosques. O sul das ninfas e o norte para os elfos.

As terras era divididas por uma só árvore que se encontrava numa larga clareira, bem no centro do bosque encantado. Esta não era uma árvore qualquer, era a árvore mais importante de todas, era a árvore mãe, aquela por onde os espíritos da floresta vagueavam.

Para elfos e ninfas não se cruzarem, as horas das rezas eram diferentes. Dias para as ninfas e noites para os elfos.

 

No meio da guerra, mas ao mesmo tempo de pura felicidade (apesar de escondida) entre Elros e Amarie, uma tragédia aconteceu. A paixão entre estes dois seres teria sido descoberta e mais tarde teriam sido encontrados mortos. Amarie morta num templo élfico e Elros perto do bosque do sul onde as ninfas viviam. O que teria acontecido? Quem tinha feito tal barbaridade? Desde aí, o nome dos amantes jamais seria pronunciado. E apesar da guerra ter chegado ao fim, ninfas e elfos não conseguiam conviver, pois o ressentimento ainda pairava sobre eles.

Um amor que acaba em tragédia, um amor efémero mas que reencontra a paz depois da morte. Agora, estando os dois em perfeita harmonia.

 

 

Um pequeno texto, uma pequena introdução para o Élfico. Dentro desta história poderá vir outras, estas personagens, outras personagens, os mesmos lugares, ou mesmo outros lugares. Foi uma pequena amostra, curta é verdade, mas aos poucos os textos serão melhorados.

https://fotos.web.sapo.io/i/Ba912a8cc/17294058_BiGg1.png

mais sobre mim.jpg

contacto.jpg


Fada(s)





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



WOOK - www.wook.pt
Top blogs de receitas

db9e4af1-e5c5-42f8-a4a6-4d9c383cf5e8.png

parceriaaqi.jpg